Quinta-feira, 5 de Janeiro de 2006

Num quarto escuro em busca de vida

Palavras Da Noite.jpg



Num quarto fechado escuro como breu,ausente do mundo
afastado da civilização,escrevo as minhas memórias num mero bloco.
Meras palavras meros sentimentos mera dor...
Cortinas cerradas impedem a luz de entrar,o cheiro a mofo circula pelo quarto que devido as janelas e portas fexadas não deixam o ar puro entrar...
Abandonado no meio das tralhas, escrevo a minha vida a minha infância na escuridão...
Infância perdida infância sofrida.
Vida sem sabor numa constante dor.
Partilho com o papel pedaços de mim como se um desabafo constante se tratasse.
Paginas em branco tal como a minha vida e um vazio constante tal como o meu coração.

Olho para os quatro cantos do meu quarto e vejo somente escuridão...
Toda a gente está a mudar o porquê não sei...
Tento ficar acordado a ver todas estas mudanças que me rodeiam mas...
Não consigo pois a solidão percorre-me nas veias...
A noite é minha companheira pois não consigo suportar a luz do dia.
Quando começarei a viver outra vez???

O vazio dentro de mim despedaça o meu pobre coraçãoe lentamente se separa do meu corpo.
Alma que vagueia em busca de paz em busca da sua alma gêmea.
Parece que nunca irei sair deste sítio.
Lágrimas secas brotam.
Secas porque já não tenho mais devido a todas as noites que passei a chorar de amores perdidos amores falhados,uma vida desgraçada sem razão para continuar.
A questão que me atormenta...
Deverei de continuar nesta vida???
Vou continuar a pensar e enquanto não me decidir...
Continuarei neste quarto escuro neste canto solitário...
nesta imensa solidão escrevendo Palavras da Noite há espera de uma vida...
Vida de alegrias...
Num quarto escuro...
Em Busca de vida...


Postado por


Moreninho

Publicado por Moonlight_Isabell às 16:47

Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
8 comentários:
De Anónimo a 19 de Janeiro de 2006 às 03:41
Para não voltar a falar da imagem, da música, e das minhas insónias, neste texto...solta-se em cada palavra, um gesto de insegurança em relação à vida...e isso emocionou-me um pouco...não estou muito à vontade para falar disso...pois sinto-me igual...
Já dei por mim muitas vezes a questionar-me como tu...Não sei os teus motivos...não sei...só desejo que esse estado de tristeza e angustia passe depressa.
Um beijo.
HataMae
</a>
(mailto:maoliveira50@hotmail.com)
De Anónimo a 7 de Janeiro de 2006 às 00:37
Olá Moonlight!
Muito obrigado pelo teu comentário!
Bem, imagino o susto que deves ter apanhado! Que cena horrível! Definitivamente, a vida é mesmo muito incerta...nunca podemos dizer que estamos bem! De um momento para o outro, o certo vira o incerto e vice-versa!
Infelizmente, voltei a ter dificuldades a ler o último texto que publicaste. Desculpa estar sempre a dizer o mesmo. Já reparei que isto acontece só no último texto!
Bom fim-de-semana!
As melhoras para o teu tio!
Um beijinho!Hélder
(http://personalbook.blogs.sapo.pt)
(mailto:helder_durao@hotmail.com)
De Anónimo a 7 de Janeiro de 2006 às 00:10
Lindo, sublime, palavras belas,mas tristes aqui partilhastes connosco!Sempre nos habituaste à magia das letras quando proferidas por ti, desta vez a magia perdeu-se pela tristeza que transmites!Eu entendo...Na vida, por mais mágicos que possamos ser, o nosso mais profundo ser dá a conhecer sempre a parte mais bem escondida onde a dor, a mágoa se encontram!Espero ver-te bem daki para a frente e que este teu suspiro não passe disso mesmo!Abraço enorme!Gaybriel
(http://www.silenciosentido.blogs.sapo..pt)
(mailto:amor_amizade_1980@hotmail.com)
De Anónimo a 6 de Janeiro de 2006 às 00:28
A noite é uma selva escura,
e pavorosa, onde sonhos
nos trazem a realidade
de uma terra
gentil e delicada
onde somos felizes.

Mas a verdade é outra,
somos feitos p/ sofrer,
e ter um breve minuto
de felicidade para lembrar
e sonhar
e quem sabe nunca mais acordar.


Moreninho serás para sempre o orgulho de AMIZADE 2005aquele amigo
(http://www.sapo.pt)
(mailto:salgado440@hotmail.com)
De Anónimo a 5 de Janeiro de 2006 às 21:48
Quarto escuro??que convresa é essa?! Amanhã levo-te pós copos isso passa-te, se não passar amigo solto-te a juba, já sabes...Prepara-te!! Jinhosindomada
(http://essenciademim.blogs.sapo.pt)
(mailto:pocahontas744@hotmail.com)
De Anónimo a 5 de Janeiro de 2006 às 19:10
Oix, pois é. Uma infância mt triste. Tambem tive e ja te disse pk. Sinceramento não vejo motivos para continuar trankado num kuarto, escuro, e frio. Rebenta esse casulo negro em k estas aprisonado e liberta-te para a vida, para o amor...
Passado é passado, e recordar é viver mas, se ficarmos sempre presos ás nossas recoradaçoes, acabamos por aumentar a dor vivida, abrir a ferida k estava ks sarada. E dps é uma dor imensa e não tens como voltar...
Solta-te, liberta-te, rebenta o casulo e espera o k a vida te possa trazer...´
Bj
ArKangel
(http://asasdeumanjo.blogs.sapo.pt)
(mailto:24tiamoc@iol.pt)
De Anónimo a 5 de Janeiro de 2006 às 17:31
Amigo Moreninho é uma honra ter um texto Teu no meu Blog. O meu Muito Obrigado.

Adorei estas tuas palavras, mas sai desse quarto escuro e corre atras dessa vida que eu tenho a certeza que vai ser cheia de coisas boas que um dia vais ser muito feliz, e encontar uma pessoa que te ame muito,porque tu mereçes ser feliz.

Um Beijo Desta tua AmigaMoonlight
(http://palavrasdanoite.blogs.sapo.pt/)
(mailto:palavrasdanoite@sapo.pt)
De Anónimo a 5 de Janeiro de 2006 às 17:20
Como costumo escrever muito, hoje opto por dizer em poucas palavras aquilo que senti quando li todas estas tuas Palavras da Noite! Não estou em mim, percorri tantas memórias que apenas te envio um abraço amigo enorme! Fiquei derretido mesmo! A nossa amiga Moonlight tem razão em ficar tão contente com estas tuas sentidas frases! Amei!Lover
(http://versatilidades.blogs.sapo.pt)
(mailto:loverboy4@sapo.pt)

Comentar post